segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Telefônica/Speedy falta de ética e de respeito

Telefônica cria taxa para cobrar acesso a Speedy - 8/10/2007
Com a proibição judicial da venda do Speedy com um provedor de acesso – considerada casada –, a Telefônica criou uma nova taxa para os que optaram por dispensar os serviços de empresas como iG, UOL e Terra. Desde o dia 26, a operadora oferece um login e uma senha para os clientes que querem navegar pela internet sem a necessidade do provedor. Porém, um comunicado no site alerta: será cobrada taxa de R$ 8,70, em prazo a ser definido. Na mesma mensagem, a Telefônica ressalta que a decisão da 3ª Vara Federal de Bauru, de 22 de agosto, não é definitiva.
A Associação Brasileira de Usuários de Acesso Rápido (Abusar) considera que a cobrança pelo serviço de conectividade fere a determinação judicial. A associação pede ao Ministério Público Federal de Bauru que exija a cobrança da multa de R$ 36 milhões mais R$ 1,2 milhão por dia pelo descumprimento da decisão.
Fonte: Jornal Destak, link original da notícia, clique aqui.

Automaticamente posso dizer "eu não falei!", "já tinha dito isso!". Pode parecer que eu estou me vangloriando disso, mas é a pura verdade.

Dia 30 de agosto de 2007 no meu ex-blog, que o UOL arbitrariamente apagou, eu coloquei a decisão judicial que tinha saído no dia 22.

Continuei acompanhando a situação, quando no dia 26 de setembro de 2007, último dia para cumprir a decisão judicial, alguns minutos antes da meia noite a Telefônica coloca no site um comunicado, clique aqui e veja o comunicado.

Também tive acesso ao comunicado enviado por e-mail para algumas pessoas com datas não inferiores à 27/09, o que por si só, já prova o descumprimento da decisão judicial. Lembre-se, o prazo para a Telefônica comunicar TODOS os usuários era até o dia 26/09.

Dia 29 de Setembro de 2007 publiquei o primeiro post sobre a questão, clique aqui e leia. Tive acesso a sentença e expliquei de maneira bem CLARA, algo que ninguém tinha feito (pelo que verifiquei).

48h depois do primeiro comunicado a Telefônica, com o único objetivo de confundir o consumidor, sorrateiramente alterou o comunicado. Acrescentando a informação de que cobraria pelo serviço, veja aqui.

Nisso todos os blogs correram em propagar justamente o que a Telefônica queria. Confundir o consumidor. O leitor/cliente leria que teria que pagar R$ 8,70 e pensaria que, já que teria que pagar continuaria com seu provedor atual.

Diante da situação eu procurei a verdade sobre o caso e consultei um advogado, e no dia 1º de Outubro publiquei o post "Telefônica continua agindo de má fé". Explicando de maneira bem CLARA, mais uma vez, que a Telefônica estava enganando seus consumidores e DESCUMPRINDO a decisão judicial.

Acabo de ler a notícia do Jornal Destak, a do quadro acima, e fui até o site Abusar, e lá encontrei 3 comunicados (comunicado 1, comunicado 2 e comunicado 3) que não estavam até o dia 1º quando publiquei meu post.

De qualquer maneira mesmo sendo o primeiro, mesmo antes do renomado site Abusar, a denunciar o descumprimento da decisão judicial por parte da Telefônica. NÃO há nada a ser comemorado! Isso mostra a falta de ética da empresa (Telefônica) e a total falta de respeito com os usuários/clientes e agora com a justiça.

Tag: Speedy no: e
Tag: Telefônica no: e
Tag: ANATEL no: e
Tag: ABRANET no: e




blog comments powered by Disqus